Novidades

29 de outubro é dia internacional da Internet! Conhece a história da Internet


Mais utilizadores, mais dados, mais comunicação online. Neste ano atípico, a Internet mostrou novamente o quão importante se tem tornado nas nossas vidas profissionais e pessoais. Esta tendência vai continuar.


Como tudo começou

"Lo" - é o quão curta e simples foi a primeira mensagem enviada pela Internet. Isso foi a 29 de outubro de 1969 e foi o primeiro teste. O objetivo era ligar a Universidade da Califórnia ao Instituto de Investigação de Stanford nos Estados Unidos. A propósito, foram necessárias duas tentativas para que a mensagem originalmente planeada fosse enviada com sucesso. Durante a primeira tentativa, a ligação perdeu-se logo após duas letras terem sido introduzidas. Alguns minutos mais tarde, o erro foi corrigido e toda a palavra "Login" foi enviada com sucesso.

No início, quatro institutos de investigação nos Estados Unidos estavam ligados entre si através do que foi chamado ARPANET (Advanced Research Projects Agency) - o precursor da Internet de hoje. A ARPANET estava a ser utilizada apenas por alguns especialistas na altura, porque era complicada de operar e dispendiosa de utilizar. Isso mudou em 1990 quando o instituto de investigação nuclear CERN em Genebra, na Suíça, inventou a World Wide Web e foi desenvolvido o primeiro navegador da Web com interface gráfica. Esse foi o grande avanço. Isso significava que os utilizadores da Internet podiam simplesmente clicar em ligações web de qualquer parte do mundo e navegar na web numa questão de segundos.


51 anos após o teste inicial em 1969, a situação mudou drasticamente. Devido à pandemia do coronavírus, o tráfego de dados digitais no ano 2020 está a atingir novos recordes em todo o mundo. E mesmo sem esse tipo de desenvolvimento imprevisto, a rede de dados tem vindo a crescer em importância. Trabalho de escritório sem ligação à Internet, cinema em casa sem streaming, consolas de jogos sem acesso online? Já há algum tempo que nada disso tem soado normal.


Forte crescimento

E não é surpresa que os peritos da Cisco Systems partam do princípio de que esta tendência irá logicamente continuar. No atual Relatório Anual da Internet da Cisco, esta empresa de telecomunicações prevê, por exemplo, um aumento significativo de utilizadores ativos da Internet. Já no ano 2023, espera-se que este número atinja 5,3 mil milhões de pessoas em todo o mundo. Isto corresponde a 66 por cento da população mundial.



Chegou a hora de uma pergunta rápida. Qual é o seu palpite: será que a maioria da utilização online no ano 2023 será para uso comercial ou pessoal? Se adivinhou o uso pessoal, está totalmente certo – mas a proporção ainda o pode surpreender. Quase 75 por cento do tráfego da Internet virá de utilizadores domésticos. Uma grande parte deles terá assinaturas de streaming de vídeo e aplicações "Internet das Coisas".


Requisitos aumentados

Este tipo de crescimento coloca naturalmente à prova a infraestrutura online. Tanto a rede móvel como a rede fixa devem dar grandes saltos nos próximos anos, a fim de lidar com o rendimento de dados previsto. 

Evidentemente, a qualidade da rede terá de ser melhorada, tanto na esfera pública como privada. As tendências atuais, tais como o trabalho a partir de casa e o ensino doméstico, significam que as redes domésticas estão sempre a enfrentar novos desafios. Muitos routers atingem rapidamente os seus limites quando múltiplas videoconferências estão a decorrer simultaneamente enquanto música, programas de TV e filmes estão a ser transmitidos noutras salas. Nesse caso, mesmo ter uma linha de Internet rápida ligada diretamente à casa não faz uma diferença muito grande.


Rede estado-da-arte em cada casa

Felizmente, pode equipar a sua casa com uma forte rede doméstica sem ter de usar o martelo perfurador. Soluções de rede de ponta como as do devolo são altamente versáteis e convertem qualquer tomada elétrica num ponto de acesso à Internet de alta velocidade, tornando a rede Wi-Fi disponível em toda a casa. Sem qualquer necessidade de alterar a estrutura da casa e com velocidades de ligação capazes de satisfazer as futuras exigências da Internet, que certamente irão continuar a bater recordes.


Sem comentários