Newsletter


Novidades

Lembra-se do escândalo Huawei? Desta vez poderá ser a Xiaomi a espiar os utilizadores

Lembra-se do escândalo que ocorreu com a Huawei, que alegadamente estaria envolvida com o governo chinês na recolha dados dos utilizadores. Agora é a Xiaomi que está a ser acusada de recolher demasiados dados dos utilizadores enviando-os para servidores remotos.


O investigador de segurança Gabi Cirlig diz ter descoberto, enquanto analisava o sistema do Redmi Note 8, que a marca estaria a recolher os dados de utilização e os hábitos de uso dos utilizadores do browser da marca, mesmo em modo anónimo, encaminhando essas informações para sistemas da Alibaba em Singapura e na Rússia – servidores que estariam sob o controlo da marca. O "investigador" concluiu ainda que consegue observar o mesmo noutros smartphones tais como o Mi 9T, Mi 10 e Mi Mix 3.

O relatório da Forbes revela que a empresa não apenas recolheu dados do navegador web nativo, mas também dados sobre o próprio smartphone, incluindo números exclusivos para identificar o dispositivo específico e a versão do Android e até outro tipo de dados recolhidos por outras aplicações do sistema (por exemplo, a aplicação da "Música".).

Xiaomi nega acusações

No entanto, a Xiaomi nega que haja qualquer problema com a privacidade. A empresa alega que os dados são criptografados para proteger a privacidade do utilizador, porém, os especialistas afirmam que é relativamente fácil descodificar os dados colocando em causa a segurança e privacidade dos utilizadores. A empresa enaltece o facto de ser mentira o facto de serem recolhidos dados do browser em modo anónimo, algo que os investigadores dizem ter a certeza.

A Xiaomi afirma contudo que recolhe algumas dessas informações, mas apenas com autorização dos utilizadores e baseada na sua política de privacidade. Garante ainda que esses dados são completamente anónimos.

 É a palavra de uns contra a palavra de outros...


Por enquanto, ainda não foi feito qualquer tipo de investigação oficial por autoridades competentes, o que torna muito difícil perceber a veracidade da situação. É importante relembrar que a nossa privacidade, nos dias que correm, está cada mais a ser posta em causa. Qualquer tecnologia acaba por recolher dados dos utilizadores. A questão é que nós desconhecemos para que efeitos é que eles são utilizados, e é isso que pode gerar alguma preocupação.

Poderia até dar uma opinião sobre o assunto, contudo, é algo que não me cabe a mim fazer uma vez que não disponho de provas sólidas para tal. Até haver confirmação, é a palavra da marca contra a palavra dos supostos especialistas.

Daremos especial atenção a este caso e vamos atualizando o artigo assim que surjam novidades!

Qual é a tua opinião sobre este assunto?

Sem comentários